Fizemos o teste: a Blue é mais rápida e eficiente

Fizemos o teste: a Blue é mais rápida e eficiente

A Blueberry otimiza seu site com técnicas que aceleram o carregamento de conteúdo! Isso parece uma afirmação publicitária que você lê em qualquer site de web design, não é? Mas desta vez é verdade; basta analisar a velocidade de carregamento do site da Blue e de outros sites semelhantes que prestam serviços de desenvolvimento web. A prova está nos números; se você duvidar, repita os testes você mesmo.

O TESTE: comparando serviços de web design

Velocidade é essencial para um site. O tempo de carregamento do site de uma empresa de design serve como indicativo para se aferir com antecedência a qualidade do serviço que ela pode prestar. A Blue colocou à prova seu site contra outros 20 sites de agências e freelancers que oferecem serviços de web design na região metropolitana de Campinas. A Blue utilizou as quatro ferramentas online mais populares e confiáveis de mensuração de velocidade e de otimização de sites: Pingdom (possui servidores de teste em Dallas, Nova Iorque e Amsterdã), GT Metrix (servidor em Vancouver), Web Page Test Org (foi utilizado o servidor de São Paulo) e Google Page Speed. Essas ferramentas analisam uma farta quantidade de informações para avaliar cada site. Aqui destacaremos apenas os fatores mais importantes: a nota geral (“speed grade“) e o tempo de carregamento (“load time“). Com base nesses dois índices, é possível ter uma boa ideia da diferença de qualidade, em termos de otimização, entre dois sites.

  • tempo de carregamento
  • nota geral de performance

O RESULTADO: a Blue é rápida e eficiente

O resultado dos testes pode ser visto nos gráficos abaixo: a Blue passou com louvor! A Blue está sempre entre os primeiros em todos os testes realizados. Somente dois sites de web design (a Blueberry de Campinas e a Labraro de Vinhedo) conseguiram altas avaliações de performance e estabilidade em todos os servidores testados, tanto os localizados no Brasil quanto aqueles fora do país. Para você, isso significa que a Blue saberá otimizar seu site e entregar resultados claramente perceptíveis.

  • Blueberry e Labraro obtêm o melhores resultados
 
 
 
 
 
 

Faça o teste. Se você quiser realizar os testes você mesmo, acesse as seguintes páginas e digite o endereço do site que quer testar: Pingdom, GT Metrix, Web Page Test e Google Page Speed. Certifique-se de que, nos casos de Pingdom e Web Page Test, você escolheu corretamente a localização do servidor que quer utilizar no teste. É importante rodar cada teste duas vezes para cada página, pois isso garantirá que as otimizações de cache reflitam no tempo de carregamento a partir do servidor de testes selecionado; a utilização de cache é uma das técnicas mais antigas e simples de otimização de velocidade e praticamente todos os sites a utilizam, portanto rodar cada teste duas vezes seguidas trará resultados que refletirão mais apropriadamente os tempos de carregamento que os visitantes observarão na prática. Note que o Web Page Test já roda seu teste duas vezes e mostra ambos os resultados (primeiro acesso e segundo acesso). Note ainda que o Google Page Speed Test não informa o tempo de carregamento, mas atribui duas notas gerais para a performance de cada site, uma padrão e outra específica para dispositivos móveis.
melhores-resultados-blueberry-e-labraro

O DETALHE: a Blue não apela para CDNs

É importante notar que os resultados da Blue foram obtidos sem utilizar CDNs (Content Delivery Network). Uma técnica muito utilizada por agências de web design para reduzir (e muito) o tempo de carregamento de um site sem ter de realmente otimizar o código de um site é utilizando uma CDN. Uma CDN é uma rede de servidores espalhados geograficamente com cópias do conteúdo dos sites que contratam esse serviço; quando alguém acessa seu site, seu computador descarrega o conteúdo (imagens, vídeos, código etc) do servidor mais próximo possível; a utilização de CDNs revolucionou a velocidade na Internet e é uma técnica imprescindível para sites muito pesados, com conteúdo focado em imagens e/ou vídeos. Muitos dos sites avaliados utilizam CDN, mas a Blue conseguiu resultados melhores que a maioria sem recorrer a CDNs. É importante notar que a Blue é totalmente a favor do uso de CDNs, conforme cada caso; no caso do site da própria Blue, ela consegue otimizar seu site sem precisar incorrer em custos extras com CDNs.

Boas CDNs são pagas. Um possível problema com a utilização de CDNs para acelerar sites é que as boas CDNs (ex: MaxCDN) são pagas e não são baratas. Já as CDNs gratuitas — como Photon ou Cloudflare — costumam ter opções muito limitadas, impossibilitando uma configuração idealmente personalizada para cada site, o que acaba resultando em um desempenho aquém do desejado; em alguns casos, se mal empregadas, essas CDNs podem até piorar a performance de seu site; isso acontece porque seus servidores não costumam encontrar-se em países como o Brasil e porque elas inserem uma etapa extra de processamento entre o computador do visitante e o servidor original do site; além disso, elas também inserem alguns arquivos adicionais no meio das transações visitante-servidor, o que aumenta o número de requisições HTTP necessárias e, consequentemente, o tempo de carregamento da página. As CDNs são poderosas ferramentas, mas, nas mãos de quem não sabe utilizá-las, podem causar mais danos que benefícios.

Não contrate sem perguntar. Na hora de contratar um serviço de web design, lembre-se de perguntar que tipo de “otimização” está inclusa no serviço de desenvolvimento de site. Se o designer disser que vai acelerar seu site com uma CDN, ele não está, na verdade, otimizando seu site. Ele está apenas apelando para uma solução fácil, terceirizada e paga; e a conta virá para você no futuro em forma de mensalidades do serviço de CDN.

A CONCLUSÃO: faça seu site com a Blue

Os números não mentem, portanto o que você está esperando? Contrate quem sabe fazer bem-feito! Entre em contato com a Blue para fazer seu site otimizado com as melhores técnicas do mercado.